sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Cirurgia Plástica

Ao que parece está cada vez na moda. Cada vez se realizam mais cirurgias plásticas, pelas mais variadíssimas razões, e cada vez se começa mais cedo a "trabalhar" o corpo. Não vi o telejornal à noite mas tive oportunidade de o acompanhar à hora do almoço. Um dos temas que foi abordado foi este mesmo, o da cirurgia plástica.

Imagem daqui.
Durante o telejornal falou um especialista da área, confesso que não reparei no seu nome, mas já o vi dar a cara em muitas entrevistas do género. Este senhor disse que cada vez mais, jovens adolescentes, leiam bem adolescentes recorrem ao seu consultório. Claro está que para isso necessitam do consentimento das tuas maezinhas. Ele mencionou até, que o caso mais chocante que teve, foi uma menina de 12 anos que queria aumentar o peito porque as amigas já tinham "maminhas" e ela não. Diz que, como ela, já apareceram muitas outras de 13/14 anos, com a mesma justificação.

Não sou nada contra as cirurgias plásticas, quando estas são realizadas na devida altura e com os pés assentes na terra. Quem as faz pesa os prós e os contras dessa decisão, decerteza. E como será obvio, terá um especialista da área a dar-lhe conselhos, porque embora tenhamos noção de alguns problemas, não estamos a par de todos os promenores. Agora como é que uma criança faz estes julgamentos? Simplesmente não os faz. Quer fazer as coisas porque quer, quer ser igual aos outros. Tudo a seu tempo.

O que acaba por acontecer a estas crianças? Começam aos 12/13 a modificar o corpo mas esquecem-se, ou alguém não lhes lembra, que o corpo ainda está a desenvolver. Desenvolvimentos esses que poderão ser desastrosos quando aliados à cirurgia. Quero com isto dizer que se aumentam as "maminhas" quando estas se desenvolverem por completo, se calhar não vão estar como elas queriam e então fazem nova cirurgia.

Em adultos ainda vão a tempo de levantar a sua auto-estima. Se recorrem a especialistas seja porque não se sentem bem psicologicamente, seja para agradarem aos parceiros, seja para melhoria da auto-estima...seja do que for, se não se sentem bem...procurem ajuda. Mas na idade certa. Mas será que os pais destas miudas não pensam? Peço desculpa se estiver a ser muito drástica mas não entendo a necessidade de submeterem estas meninas a uma interveção cirurgica tão precocemente.

Talvez seja suspeita quando digo (aos adultos) "Vá força. Avançem. Procurem ajuda". Quem me conheçe sabe que há anos que tenho uma cirurgia plástica em mente. Claro que ainda não dei o passo definitivo e tão cedo não o darei, até porque me quero tornar independente para dar este mesmo passo. Sei que no público podemos conseguir estas cirurgias mas gostava de a fazer num privado. Assim posso procurar médicos conceituados dentro de Portugal, já que ir "apanhar sol" ao Brasil fica caro. Looool.

Voçês são a favor do recurso à cirurgia plástica quando a pessoa se sente descontente com o seu corpo? Ou muito pleo contrário, são completamente contra?

Lau*

3 comentários:

Jana disse...

Eu sou a favor quando à uma razão válida para o fazer, quando uma menina com 20/25 anos ainda não tem peito nenhum, já vi casos assim, em que só nasce o mamilo e o peito não cresce, sou muito a favor que se faça uma mamoplastia de aumento. Se uma pessoa perde imenso peso e fica com muitas peles também sou a favor. Isto são só exemplo. Agora aqueles que esticam daqui põem aquolá já não concordo.

Lau* disse...

# Jana

Sim sou a favor de uma ou outra cirurgia para corrigir ou para nos oferecer o que por vezes as pessoas não têm...agora claro que não sou a favor de uma pessoa que tem o corpo esculpido por cirurgias plásticas...e para mim torna-se estranho eu iria associar que o corpo não era o meu mas o que algum médico tinha desenhaod e imaginado para mim :S Sou a favor assim como tbm és...em certos casos.

Daniela Pereira disse...

Nestes casos nada disto é justificável, posso dizer que no caso da minha mãe, quando era chavalota não tinha mamas nenhumas e agora têm um peito enorme. São miúdas que ainda nem tem noção das consequências e ainda por cima as adolescentes ai com 13 anos são menos racionais do que crianças de 9 anos. Uma coisa é corrigir deficiências, ajudar em termos de saúde, se aparecesse uma miúda de 14 anos que tivesse o peito gigante e tivesse lhe a provocar problemas de coluna, acho que deveria fazer uma redução, até porque quando somos jovens a pele sara melhor e etc. Agora o aumento de peito :/ a menores... não...