quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Séc.XXI...certo?

Se há coisa que sempre me indignou e ainda continua a indignar é...o PRECONCEITO. Irritam-me quando julgam as pessoas pela cor da pele, pela religião...seja como for. Irrita-me que os humanos se tratem como diferentes. Tão pouco gosto quando dizem não ter preconceito e, no entanto, nos distinguem por raças. Para mim há apenas uma raça, a raça humana.

Leila Lopes (Miss Universo)
A mais recente vitima de preconceitos nos media foi a Nova Miss Universo, a angolana Leila Lopes. Leila foi recentemente comparada a macacos e dizem que esta é "filha de King Kong". Sei que há muitos problemas ainda em pleno Séc.XXI: guerras, fome..não precisamos ir mais longe basta olhar para África. Mas se não formos capazes de mudar pequenas coisas, ou os males menores, como seremos capazes de mudar males maiores?

A Miss Universo é linda...concorreu com muitas outras raparigas, todas elas dignas deste prémio. Na minha opinião foi muito bem atribuído. Apesar de não o lêr, os meus parabéns pelo prémio e mais ainda pela maneira como encarou todas estas opiniões ridiculas por parte de pessoas de países desenvolvidos (ou não).

"A nova Miss Universo, Leila Lopes, eleita na passada segunda-feira, dia 12, em São Paulo, tem sido alvo de comentários racistas. Desde que venceu o concurso, a angolana, de 25 anos, tem enfrentado insultos através da página da internet Stormfront, cujos membros se definem como "comunidade nacionalista branca", onde é comparada a macacos e definida como "filha de King Kong".

"Um macaco num vestido? Absolutamente ridículo", pode ler-se num dos comentários, escrito em inglês. "A única coisa que falta é que Hollywood convide a vencedora para o papel de filha de King Kong", acrescenta outro comentário, em português, publicado por um brasileiro.

Os utilizadores da página já estão sob investigação pela Polícia Federal brasileira, que os acusa de pertencer a grupos neonazis.

Antes de saber da situação, a angolana tinha afirmado, em conferência de imprensa, que não se sentia afetada com estes insultos. "O racismo não me afeta. Os racistas são os que devem procurar ajuda porque não é normal que uma pessoa tenha esse pensamento no século XXI. Não há qualquer fundamento para esse tipo de preconceito", revelou."

Repito há males bem piores do que este a serem mudados pela sociedade mundial. Mas se não mudarmos estas ideias como mudaremos o resto? Como mudaremos o facto de crianças morrerem de fome? Como mudaremos o facto de pessoas se matarem a troco de ideais ridiculos para nós mas muito valiosos para outros?

P.S.: Isto foi um desabafo...é que estas coisas tiram-me do sério.

Lau*

3 comentários:

Nokas disse...

Que ridículo!! Ela é deslumbrante!!

Estudante disse...

Comparada a macacos?! Não podia discordar mais... que disparate!

*C*inderela disse...

infelizmente ainda existe pensamentos muito parvos.
ela é linda, foi bem ganho.