domingo, 4 de setembro de 2011

Das tão desejadas férias

Restam neste momento saudades, muitas saudades. Já perdi a conta às vezes que desejei que desejei simplesmente repetir tudo de novo. Foi tudo tão bom. Foram dias inesquecíveis, a primeira vez em que pude disfrutar da companhia do meu namorado, os dois sozinhos. Espero que seja a primeira de muitas.

Parque de Campismo do Vidoeiro
Saimos de casa no sábado (dia 27) iamos com a ideia de acampar no Parque de Campismo do Vidoeiro, no entanto decidimos ver que outros parques teriamos disponiveis na zona. Tivemos oportunidade de visitar mais dois, confesso que um deles não gostei nada do aspecto, já para não falar que não parecia ter segurança nenhuma (Parque de Campismo do Rio Caldo). Vimos um outro que gostamos também mas tinha muito pouca iluminação, o que à noite pode ser um grande problema. Tentamos ainda visitar o Parque de Campismo da Cerdeira, o problema é que andamos imenso tempo a subir a serra e quando estavamos já fartos e a ficar sem tempo descobrimos que ainda tinhamos alguns kilómetros pela frente. Subimos a serra durante muito e muito tempo. Quando decidimos parar para tirar umas fotos tenho a dizer que fiquei de boca aberta. A paisagem era de cortar a respiração...simplesmente magnífica...linda...perfeita, arrisco-me a dizer. Acabamos por voltar a descer e ficar no parque que tinhamos pensado inicialmente.
Albufeira da Caniçada - Vista do alto da Serra

Chegamos ao vidoeiro já um pouco tarde, rapidamente anoiteceu, mas conseguimos montar a tenda sem dificuldades. O parque no dia em que chegamos estava muito cheio. Nessa noite viemos conhecer um pouco o Gêres à noite, que diga-se de passagem quem está habituado a movimento nocturno pode esquecer um pouco essa parte. Afinal de contas promovem o Turismo Rural não é? Mas confesso que senti falta de vêr muitoa bares abertos na mesma rua com imensa gente.  =P

Miradouro da Pedra Bela
No Domingo fomos para a Albufeira da Caniçada. É uma albufeira enorme onde nos podemos divertir bastante. Havia também lá imensa gente, o facto de ser domingo deve ter ajudado. Viam-se famílias completas com o seu farnelzinho na praia. Mal chegamos decidimos lançar-noa à água e fomos andar de kayak uma hora, depois aproveitamos o resto do dia a tomar banho no rio. Nesse dia à noite fomos até uma gelataria muito agradável, onde planeamos o dia seguinte. O objectivo era visitar as cascatas. Andamos a pesquisar na net através do telemóvel que sítios mais poderiamos visitar. Acabamos por falar com o empregado que nos disse que tinhamos que ir também às cascatas Tahiti, que essas sim valiam a pena ser vistas e que nos arrependeriamos se não fossemos.

Cascata do Arado
Então na segunda lá fomos nós rumo às cascatas. Paramos primeiro no Miradouro da Pedra Bela, onde também havia uma vista lindissima sobre a albufeira. Lá no cimo do miradouro podia sentir-se uma brisa que trazia consigo um cheirinho tão agradável a natureza. Fiquei mais uma vez rendida a tamanha beleza. O destino seguinte foram então as cascatas do Arado e depois as cascatas Tahiti. Os acessos às mesmas são um pouco dificeis de trilhar, confesso, mas sem dúvida que valem a pena. É tudo simplesmente tãaaao maravilhoso. As fotos falam por si mas só presencialmente é que vemos a grandeza de toda aquela beleza natural. Nessa noite decidimos jantar fora, já não o faziamos há muito tempo mesmo.

Cascatas Tahiti (1)
Cascatas Tahiti (2)
Cascatas Tahiti (3)
A noite passou e estavamos de regresso no dia seguinte. Sorte a nossa que começou a choer só depois de metermos tudo no carro. Foi mesmo golpe de sorte porque tinhamos saído do Parque de Campismo e passados talvez uns 10 minutos começa a chover certinho. Tive pena de quem ficou no parque. Viemos até ao centro da vila para comer um crepezinho na gelataria Vai Vai. Já lá tinhamos estado na segunda noite e gostamos bastante do que vimos e confesso que os crepes nos deixaram com água na boca. Depois da gelataria foi hora de voltar. Decidimos para em Braga, eu ainda não conhecia muito bem a cidade. Confesso que fiquei maravilhada. Era uma cidade na qual não me importava de viver. Muita gente, uma cidade lindissima e com muita segurança. Lanchamos num café muito agradável e lindissimo por sinal, chamava-se A Brasileira. Gostei de ver senhores e senhoras com bonitas idades a tomar o seu chazinho enquanto conversavam e se divertiam. Acho que é assim que me vejo um dia. A disfrutar a vida e não a desperdicá-la. Life is too short.

E pronto as férias acabaram. Apesar de pequeninas foram maravilhosas. Adorei adorei adorei!!! Queria repetir, mas terei de esperar mais um pouquinho. Quem sabe no Natal não poderei tirar uns diinhas.
Braga

Deixo-vos entretanto algumas fotos. Digamos que será um incentivo caso nunca lá tenham estado. Aconselho vivamente.


P.S.: Peço desculpa pela extensão do post. Tenho dúvidas que consigam lêr tudo.   =P

Lau*

4 comentários:

Any =D disse...

Eu li tudo :P

Ainda bem que gostaste. Já estive no Gerês, mas era pequena não me lembro de muito. Espero um dia voltar lá, assim numas feriazinhas a dois ;)

Se eu pudesse... disse...

Ricas férias :)

Lau* disse...

# Any =D
Acho que fazes muito bem em lá voltar...é um lugar que convém ficar bem guardado na nossa memória. Um conselho meu é que deves ir às cascatas...tu e toda a gente que lá vai. É qualquer coisa de fabuloso...indescritivel. Só vendo mesmo...por muito que eu tente não consigo descrever a sensação. E o cheiro da natureza...uma delícia!

# Se eu pudesse...
Foram sem dúvida umas ricas férias, é verdade. =)

Corina de Oliveira disse...

Férias brutais :D e pelo o que vejo divertiste-te muito ;)