sexta-feira, 29 de abril de 2011

As expectativas e de seguida o medo....

Ando nisto vezes e vezes sem conta...ultimamente não me larga. Penso tantas vezes como seria a minha vida se isto e aquilo não tivesse acontecido. Não quero ser mal agradecia e pensar que não estou bem com a minha vida, não é isso. Até porque a mim nunca me faltou nada, dentro dos seus possíveis os meus pais sempre quiseram dar-me tudo. Acho que ao longo dos anos fui entendendo e entendo ainda hoje que não pudemos ter tudo o que queremos.

Mas será pedir muito quer apenas um problema desapareça? É que tornaria tudo mais fácil...quer dizer fácil não, talvez houvesse apenas menos pressão. Ainda tendo em conta o post anterior, do meu medo de ter de desistir do curso nesta recta final. Esse problema que coloca em causa a situação familiar dos próximos anos assusta qualquer um, não só cá de casa. Se há pessoas com problemas maiores? Há e bem maiores, conheço alguns. Mas o facto de existir este problema faz com que eu tenha aquela pressão constante de ter de acabar já a licenciatura e não poder "dormir em serviço".

É esgotante tanto stress, tanta pressão. Há dias melhores e dias piores. Talvez tenha pensado mais nisso porque na semana passada, férias de Páscoa, não estudei rigorasamente nada, tenho de recuperar um pouco na próxima semana, Queima das Fitas.

Lau*

1 comentário:

Daniela Pereira disse...

Os stresses vão sempre existir em várias situações não podes apenas fugir deles desistindo, mas passar por cima deles, neste caso não tens que pedir, porque TU é que tens que dar isso a ti própria!